Galeria de fotos
Congresso da FEVASC

Neste espaço o SINDVIG/FPOLIS vai disponibilizar as fotos dos eventos realizados pelo Sindicato ou por parceiros.

Data: 05/09/2009

Nos dias 3, 4 e 5 de setembro ocorreu o 8º Congresso da Federação dos Vigilantes, Asseio e Conservação e Transportes de Valores do Estado de Santa Catarina (Fevasc). Realizado em Itapema, na sede da Fetiesc (Federação dos Trabalhadores nas Indústrias do Estado de SC), o Congresso foi de grande importância para toda a categoria. Estavam presentes treze sindicatos de Vigilantes e sete sindicatos de Asseio e Conservação do Estado.

 

As palestras foram enriquecedoras, como as que foram ministradas pelos representantes da Policia Federal, os delegados Adelar Anderli e Ildo Rosa, da Delegacia de Segurança Privada (Delesp).  Os temas discutidos foram vários, entre eles a segurança clandestina e o Estatuto do Vigilante. O delegado Ildo Rosa enfatizou a necessidade de uma atuação mais próxima entre os sindicatos da categoria de vigilantes e a Policia Federal. Ele disse que a Delesp estará sempre com as portas abertas e à disposição para auxiliar nas demandas da categoria. Segundo ele, em Santa Catarina são cerca de 60 mil vigilantes cadastrados e registrados na PF.

 

Estiveram presentes no Congresso o presidente da Confederação Nacional dos Vigilantes, José Boa Ventura dos Santos, o presidente do Sindicato dos Vigilantes de Brasília (DF), Jervalino Bispo, e o presidente da Federação dos Vigilantes do Paraná, João Soares. Eles falaram sobre negociação coletiva de trabalho, sobre adicional de risco de vida e ainda contaram um pouco da mobilização para a MARCHA NACIONAL A BRASILIA que ocorrerá nos dias 20 e 21 de outubro de 2009.

 

Esteve presente também José Álvaro, economista do DIEESE, que abordou as estatísticas e o crescimento da categoria em nosso Estado. Para tratar sobre direitos iguais no trabalho, estiveram no Congresso a presidente da Confederação dos Trabalhadores no Comércio e Serviços (Contracs), Lucilene Bensfeld, que é do Extremo Oeste de Santa Catarina, e Djalma Sutero da Silva da Contracs de São Paulo.

 

Outros assuntos foram tratados no Congresso, incluindo ainda a mobilização para escolhermos um representante que concorra à Assembléia Legislativa, devido às dificuldades que temos enfrentado para ter voz na defesa dos projetos.